Dívidas estudantis: saiba como renegociar débitos com o Fies

Programa do governo oferece financiamento estudantil para os alunos no ensino superior.

Publicado em 19/06/2024 por Rodrigo Duarte.

Anúncios

Os estudantes que optam pelo ensino superior na rede privada de ensino devem se preparar financeiramente. Estudar cursos mais procurados em instituições tradicionais, com aulas presenciais, é bastante caro, especialmente quando comparado com os ganhos médios dos trabalhadores.

Dívidas estudantis: saiba como renegociar débitos com o Fies

Diante deste cenário, muitos acabam tendo que recorrer ao financiamento estudantil. Basicamente é um tipo de crédito que permite com que os estudantes estudem pagando valores muito baixos de mensalidade, em alguns casos eles não precisam pagar nada. Mas, como não estamos falando de uma bolsa, estes valores acabam sendo cobrados posteriormente.

Em um contrato de financiamento de ensino superior, uma determinada instituição entra como a garantidora dos pagamentos para a universidade. Geralmente é um banco, mesmo nos programas governamentais. E o aluno passa a contrair a dívida com esta instituição financeira.

Um dos programas de financiamento do ensino superior mais famosos do Brasil é o Fies. Mas, mesmo com algumas vantagens que este programa acaba tendo quando comparado com os financiamentos oferecidos pela iniciativa privada, muitos profissionais, depois de formados, acabam tendo dificuldade para pagar as parcelas do empréstimo, o que acarreta em milhões de pessoas com dívidas.

O Fies atualmente conta com um processo seletivo, limitando a quantidade de contratos que são oferecidos pelo governo para cada período. Para concorrer, mesmo que os alunos não estejam tentando uma vaga em universidade, ele precisa ter feito, pelo menos, uma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos últimos anos.

Mas atualmente o governo federal conta com um programa que tem como principal objetivo facilitar a vida dos estudantes que possuem dívidas com o Fies e que pretendem iniciar uma determinada negociação para limpar o seu nome e voltar a ter crédito.

Quem pode renegociar as dívidas do Fies?

De acordo com as regras do atual programa de renegociação de dívidas do Fies, podem encaminhar um acordo aqueles que se enquadrarem nas seguintes situações:

Estudantes com débitos vencidos e não pagos havia mais de 90 dias em 30 de junho de 2023: desconto de até 100% sobre encargos (juros e multas pelo atraso no pagamento) e de 12% sobre o valor financiado pendente, para pagamento à vista; ou parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas do valor financiado pendente, com desconto de 100% dos encargos (juros e multas pelo atraso no pagamento). Ficam mantidas as demais condições do contrato (condições de garantia e eventuais taxas de juros do contrato).

Estudantes com débitos vencidos e não pagos havia mais de 360 dias em 30 de junho de 2023, que estejam inscritos no CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021: desconto de até 99% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

Estudantes com débitos vencidos e não pagos havia mais de 360 dias em 30 de junho de 2023, que não se enquadrem na hipótese prevista no item anterior: desconto de até 77% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

Como encaminhar uma negociação de dívidas do Fies?

Existem diferentes caminhos que podem ser seguidos pelas pessoas interessadas em negociar suas dívidas com o Fies. Para os estudantes que assinaram o seu contrato na Caixa, existe a possibilidade de encaminhar o acordo tanto pelo SIFESWEB, sistema que pode ser acessado via navegador de internet, como também através do aplicativo próprio do Fies da Caixa. Também existe a possibilidade dos devedores encaminharem o acordo diretamente em uma agência da Caixa.

Já os estudantes que assinaram o contrato com o Fies através do Banco do Brasil, a negociação pode ser encaminhada através do aplicativo do banco. Existe uma opção específica que pode ser encontrada dentro do menu “Solução de dívidas”. Os devedores poderão simular diferentes possibilidades de acordo, já com os descontos previstos pelo programa. Também é possível encaminhar o acordo diretamente através de uma agência do Banco do Brasil.

Dicas para quitar as dívidas com o Fies

Faça um planejamento pessoal, reservando um valor para o pagamento das parcelas. Lembrando que quanto mais a pessoa conseguir separar para os pagamentos mensais, mais rápido a dívida será quitada;

Procure outras fontes de renda que sejam complementares ao trabalho atual, caso ainda não seja suficiente para quitar as parcelas mensais.

ESCRITO POR: Rodrigo Duarte - Jornalista formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), com especialização em Marketing Digital.
Faça login
ou
Criar conta
ou
Recuperar acesso

Informe o seu e-mail para que possamos enviar novas instruções de acesso.