Pix Garantido: entenda como funciona essa ferramenta que pode substituir o cartão de crédito

Banco Central está desenvolvendo uma nova funcionalidade para o Pix.

Publicado em 04/07/2024 por Rodrigo Duarte.

Anúncios

O Pix acabou se tornando a principal ferramenta de pagamentos utilizada pelos brasileiros no dia a dia. O método de transferência eletrônica que garante a segurança e a efetividade das operações em poucos segundos acabou fazendo com que tanto as pessoas quanto as empresas passassem a adotar o Pix como uma forma de pagamento recorrente.

Pix Garantido: entenda como funciona essa ferramenta que pode substituir o cartão de crédito

Em um primeiro momento ele nasceu apenas com o objetivo de criar uma ferramenta de transferência de dinheiro entra contas de forma digital e eletrônica, utilizando o smartphone, sem que a pessoa tivesse que esperar tempo de compensação e nem depender de um terminal de caixa eletrônico ou de um site com internet banking.

O Pix foi criado com um sistema que é basicamente baseado no princípio da troca de mensagens instantâneas, com o processamento acontecendo em tempo real. Mas todos os elementos que estão inseridos no processo, incluindo as chaves, os bancos e os dispositivos dos usuários, contam com camadas de proteção e segurança para garantir as transações.

Mas, com o passar do tempo, diante do grande sucesso não apenas do sistema mas de ac aceitação, o Banco Central investiu pesado na criação de uma série de novos recursos que foram implementados no Pix, incluindo ferramentas de pagamentos por QR Code, possibilidade de devolver Pix recebidos por engano, agendamento de Pix, dentre outros.

E mais algumas novidades devem acabar sendo lançadas em breve. O Banco Central confirmou o desenvolvimento de um novo recurso chamado Pix Garantido. E ele pode acabar sendo utilizado até mesmo como uma forma de substituir o cartão de crédito nas operações do dia a dia.

Saiba mais sobre essa novidade:

O que é o Pix Garantido?

O Pix Garantido é uma modalidade de serviço e transferência de recursos que está sendo desenvolvido pelo Banco Central que vai permitir um tipo de operação que ainda não pode ser feito no dia a dia, mas que é muito aguardado pelos usuários, que é a possibilidade do pagamento parcelado.

Hoje em dia o parcelamento das compras feitas no dia a dia acaba sendo feito basicamente utilizando o cartão de crédito, que acabou se tornando a forma de pagamento principal dos brasileiros neste momento. Além disso, existem ainda os financiamentos, mas que acabam sendo utilizados apenas para os bens de valor mais elevados.

A partir do lançamento do Pix Garantido, os clientes brasileiros terão mais uma ferramenta que poderá permitir que as pessoas façam pagamentos parcelados utilizando o Pix.

Como vai funcionar o Pix Garantido?

O Pix Garantido vai funcionar a partir de certas particularidades. Antes de mais nada, não vai existir limite de crédito aprovado, o que acontece com os cartões, por exemplo. Neste caso, o limite que vai garantir o pagamento destas operações será o próprio saldo que o cliente possui em conta.

O cliente terá que sempre ter o limite disponível dos pagamentos das parcelas na data em que este débito vai acontecer. Caso ele não tenha este limite, a operação vai acabar sendo transformada em uma operação de crédito por parte do banco, fazendo com que os clientes entrem no cheque especial. Neste caso, os clientes terão que pagar as taxas de juros desta que é considerada como uma das formas mais caras de crédito do mercado atual.

Portanto, será uma operação de crédito, na qual os valores das parcelas acabarão sendo descontadas diretamente da conta bancária do cliente, sem que ele tenha que pagar uma fatura, por exemplo.

Quando o Pix Garantido estará disponível?

Por enquanto essa nova forma de pagamento ainda não tem uma data definida pelo Banco Central para ser disponibilizada para o público de uma forma geral. Além de alterações que deverão ser feitas no próprio sistema informatizado que garante o funcionamento do Pix, existem ainda diversas regulamentações que precisam ser feitas junto as instituições financeiras.

Mas este movimento do Banco Central fez com que algumas instituições financeiras passassem a ir atrás de algumas alternativas parecidas para que sejam oferecidas diretamente aos clientes.

Os serviços bancários que estão sendo oferecidos pelos bancos é a possibilidade de fazer Pix parcelados, tanto para outras pessoas como também para outros clientes. Este parcelamento acaba sendo garantido a partir de determinadas operações, como limite de crédito que esteja disponível nos cartões de crédito ou no próprio banco. Mas, nestes casos, os clientes acabam tendo que pagar juros e taxas a partir das operações feitas.

ESCRITO POR: Rodrigo Duarte - Jornalista formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), com especialização em Marketing Digital.
Faça login
ou
Criar conta
ou
Recuperar acesso

Informe o seu e-mail para que possamos enviar novas instruções de acesso.