Onde investir R$ 100 mil? Confira sugestões para fazer o seu dinheiro render mais

Escolher a aplicação mais interessante pode fazer uma boa diferença nos ganhos finais.

Publicado em 05/07/2024 por Rodrigo Duarte.

Anúncios

Escolher a melhor opção de investimento acaba dependendo bastante do objetivo que a pessoa está em mente no começo da operação. Além disso, também está diretamente relacionado a quantidade de dinheiro disponível naquele momento. Um investimento menor pode acabar sendo mais interessante quando feitos em determinadas aplicações do que um volume maior.

Onde investir R$ 100 mil? Confira sugestões para fazer o seu dinheiro render mais

Enquanto algumas pessoas preferem começar a investir a partir do momento que elas conseguem separar uma pequena quantidade de dinheiro no final do mês, outras acabam preferindo separar uma quantidade maior, até mesmo para que elas consigam ter a certeza de que este dinheiro vai ficar parado por um determinado tempo.

A quantia de R$ 100 mil costuma ser um marco que muitas pessoas acabam levando em consideração para iniciar uma operação destas. Mesmo que seja uma grande quantidade de dinheiro para muitos brasileiros, muitos acabam tendo, em algum momento, algo aproximado, seja por rescisões trabalhistas, ou ainda a partir de uma determinada herança ou até mesmo a partir de uma poupança.

A partir deste valor, uma dúvida bastante comum que as pessoas costumam ter é qual seria o melhor investimento para colocar R$ 100 mi. Confira algumas das possibilidades:

Opções de renda fixa

A renda fixa é uma categoria de investimentos que conta com uma série de opções diferentes e que acaba oferecendo mais segurança para os investidores, ao mesmo tempo que garante uma rentabilidade que fica, na grande maioria dos casos, acima de opções como a poupança.

Na verdade, a partir do momento que os investidores colocam dinheiro nestas opções, o maior risco que eles acabam correndo é de deixar de ganhar dinheiro, mas quase nunca de perder dinheiro.

Algumas das opções mais interessantes dentro desta categoria são as de Tesouro Direto, que podem ser adquiridos diretamente do governo federal e que contam com diversas possibilidades, especialmente para quem visa o retorno de médio e longo prazo.

Além disso, algumas opções de Certificado de Depósito Bancário podem ser interessantes, apesar de, em alguns casos, limitar a capacidade de retorno financeiro mais do que outras opções.

As letras de crédito, como LCI e LCA os Fundos de Renda Fixa também acabam sendo opções muito interessantes para quem deseja acompanhar o crescimento do patrimônio ao longo dos anos, mas sem abrir mão da segurança.

Opções de renda variável

Já na renda variável acabam estando as melhores opções de investimentos para aquelas pessoas que estão interessadas em fazer com que o seu dinheiro renda mais em menos tempo. Mas isso acaba fazendo com que elas acabem sendo mais suscetíveis as mudanças do mercado, tanto para o bem quanto para o mal. Portanto, uma falta de cuidado pode fazer com que a pessoa acabe perdendo dinheiro.

O mercado de ações é um exemplo de investimento em renda variável que pode trazer resultados muito interessantes, mas que também pode acabar fazendo com que pessoas percam dinheiro. Exige um pouco mais de conhecimento do mercado de uma forma geral, com opções tanto para investimento direto com a compra de ações como para compra de cotas de ações.

Outro tipo de investimento variável que pode trazer um retorno interessante para os clientes são os chamados ETFs, que são cotas de patrimônio de Fundos que possuem um índice de mercado como referência.

Existem ainda algumas opções consideradas mais ousadas, como o investimento em criptomoedas. Neste caso as pessoas estarão apostando os seus investimentos nestas moedas descentralizadas que não são reguladas pelo mercado convencional, mas que já estão inseridas dentro dos produtos oferecidos pelas corretoras locais.

Qual a melhor opção para investir os R$ 100 mil?

Para quem deseja colocar todo este dinheiro para render, a forma mais inteligente é não colocar tudo em apenas uma opção de investimento e diversificar. Com isso, as pessoas conseguem garantir um bom rendimento, ao mesmo tempo que mantém a segurança do seu patrimônio.

Um cálculo que os especialistas costumam indicar é a seguinte divisão:

  • 60% Renda Fixa Pós-fixada
  • 10% Renda Fixa IPCA
  • 30% Renda Fixa Prefixada

Desta forma os investidores conseguem garantir um bom retorno ao longo do tempo. Mas é fundamental manter o acompanhamento dos movimentos do mercado como um todo.

ESCRITO POR: Rodrigo Duarte - Jornalista formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), com especialização em Marketing Digital.
Faça login
ou
Criar conta
ou
Recuperar acesso

Informe o seu e-mail para que possamos enviar novas instruções de acesso.